"Não restará uma única joia na Coroa, mas nenhum nordestino morrerá de fome"

D. Pedro II, 1877

Webdoc

O problema não muda desde o Império: a falta de chuvas afeta tudo o que depende delas, de tão essencial que é a água. Desde o primeiro registro, no século XVI, já são ao menos 129 ocorrências de grandes períodos de chuvas irregulares. Mas se o grande problema não for a falta desse tesouro hídrico?

Além de seguir os percursos das águas, buscamos entender os meandros da nova e velha indústria da seca. Um fenômeno político, social e econômico que perdura há séculos e, sim, pode ser responsabilizado por parte do que representa o revés da seca. Para escrever, fotografar e filmar, viajamos por 12 cidades de Ceará e de Pernambuco. Também vasculhamos centenas de páginas de documentos públicos para defender a tese de que 'o corrupto é, antes de tudo, um forte'.

A Denúncia

Contratos milionários que somam bilhões em dinheiro público para obras, projetos e serviços encontram outras finalidades. Para muitos, vidas secas, para poucos, bolsos cheios

Dnocs é peça de barganha política

Os desvios de água e dinheiro na seca